voltar    

Nova Arte Nova no CCBB | Rio de Janeiro

O CCBB apresenta a nova geração de artistas brasileiros, em exposição que terá catálogo com textos de cinco jovens críticos. A diversidade da arte contemporânea brasileira produzida por uma geração de jovens artistas nesta primeira década no século XXI será exibida na mostra Nova Arte Nova, no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, de 21 de outubro a 4 de janeiro de 2009, dentro das comemorações dos 200 anos do Banco do Brasil.

Com a participação de artistas em torno de 30 anos, é uma exposição que manifesta por parte do CCBB, da curadoria de Paulo Venancio Filho, e da FazerArte, produtora da mostra, uma confirmação da relevância e originalidade da produção artística brasileira mais recente. A Nova Arte Nova irá ocupar todo o espaço expositivo do CCBB, com obras de 57 artistas nascidos em 14 estados, de Goiás a Pernambuco, do Pará ao Rio Grande do Sul, abrangendo cinco regiões do país. Serão mais de cem obras, a maioria inédita, com linguagens e técnicas diversas: da pintura ao vídeo, da colagem às instalações sonoras, da escultura ao desenho.

A mostra será a primeira apresentação abrangente e completa desta nova geração de artistas pioneiros do novo século, alguns dos quais já evidenciados em mostras e exposições no Brasil e no exterior, inclusive Bienais. No catálogo da exposição, textos da nova geração de críticos brasileiros, uma outra iniciativa inédita. Para o curador Paulo Venancio Filho, mais do que apresentar trabalhos individuais, a exposição Nova Arte Nova pretende sintetizar aspectos e possibilidades de uma mesma geração de jovens artistas brasileiros no confronto com o processo global do circuito de arte. “São artistas que absorvem e reagem às variadas direções artísticas globais, mas formados com uma consciência crítica de sua história e importância, que vem do reconhecimento da arte brasileira como partícipe do processo mundial. Mostrar esta nova geração pressupõe apresentar as possibilidades que estes artistas experimentam – as mais diferentes possíveis de qualquer outro período histórico.

E, embora explorem assuntos e linguagens diversas, apresentam uma forte consistência artística, um núcleo que segue uma coerência própria. Assim, a diversidade pode, efetivamente, ser apreciada verdadeiramente como um panorama coerente e esclarecedor”. O arco de interesses dos artistas convidados mostra a heterogeneidade e multiplicidade das investigações artísticas contemporâneas. A diversidade da arte contemporânea é um ponto em comum entre os novos nomes. Há outros. “Vamos apresentar como a produção artística brasileira tem uma intimidade com o mundo. Existe uma fluência. Não se pode falar em nacionalidades neste caso. O conceito caducou. As linguagens atuais são universais”, explica o curador. Os critérios usados por ele para seleção foram a abrangência, a multiplicidade e a heterogeneidade.

Mesa redonda e palestras

Incluem o projeto da Nova Arte Nova a realização de uma mesa redonda, com a participação dos novos críticos brasileiros - Luisa Duarte, Marisa Flórido, Daniela Labra, Guilherme Bueno e Cauê Alves – além de duas palestras com convidados estrangeiros - Briony Fer, da Modern and Contemporary art, e Ann Gallagher, da Tate Moden - que irão refletir sobre a arte contemporânea neste novo contexto histórico, em que a produção nacional ganha um reconhecimento inédito no exterior.

Obra de referência

O catálogo da mostra, com cerca de 200 páginas, em edição bilíngüe, trará textos dos novos críticos brasileiros, reunindo sínteses biográficas e imagens de obras expostas de todos os artistas. Essa peça gráfica se constituirá em obra de referência sobre a arte contemporânea no Brasil, na primeira década do século 21. A exposição Nova Arte Nova será exibida também no CCBB de São Paulo, de janeiro a abril de 2009.

Os artistas

Alexandre da Cunha (SP), Alice Miceli (RJ), Alice Shintani (SP), Ana Holck (RJ), Bianca Tomaselli (SC), Bruno Miguel (RJ), Cadu (SP), Carlos Contente (RJ), Carlos Mélo (PE), a dupla Celina Portella e Elisa Pessoa (RJ), Cinthia Marcelle (MG), Daniel Acosta (RS), Daniel Toledo (RJ), Eliana Bordin (RS), Estela Sokol (SP), Fabiano Gonper (PB), Felipe Barbosa, Gabriela Maciel (RJ), Gaio Matos (BA), Gisele Camargo (RJ), Gustavo Speridião (RJ), Henrique Oliveira (SP), Hugo Houayek (RJ), Laura Belém (MG), Laura Erber (RJ), Lívia Moura (RJ), Luiza Baldan (RJ), Marcelo Silveira (PE), Marcelo Sola (GO), Marcia Xavier (MG), Marcius Galan (SP), Marcone Moreira (MA),
Maria Lynch (RJ), Mariana Manhães (SP), Mariana Palma (SP), Marilá Dardot (MG), Matheus Rocha Pitta (MG), Milton Marques (DF), Otavio Schipper (RJ), a dupla Paula e Gabriela (RJ/RS), Paulo Meira (PE), Paulo Vivacqua (RJ), Renata Lucas (SP), Rodrigo Braga (AM), Romano (RJ), Ronald Duarte (RJ), Rosana Ricalde (RJ), Sara Ramo (MG), Tatiana Blass (SP), Tatiana Ferraz (SP), Thiago Rocha Pitta (RJ), Tony Camargo (SP), Vanderlei Lopes (SP), Vânia Mignone (SP) e Wagner Morales (SP).

Exposição Nova Arte Nova, de 21 de outubro a 4 de janeiro de 2009, de terça a domingo, das 10h às 21h, no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, Rua Primeiro de Março, 66 , Centro do Rio de Janeiro (RJ). Tel: (21) 3808-2020 www.bb.com.br Entrada franca.