Nino Cais
Abertura: quarta-feira, 09 de abril às 20hs
Exposição: 10 de abril a 2 de maio de 2008


Dália Rosenthal
segunda a sexta das 10 às 19hs
sábado e feriados das 10 às 17hs


A Galeria Virgilio inaugura duas novas exposições individuais. No andar térreo, uma instalação com objetos de plástico multicoloridos, desenhos e fotografias de Nino Cais onde o foco é o diálogo entre o corpo o espaço e objetos diversos. No pavimento superior, Dália Rosenthal abre a exposição Verb composta por um vídeo e 11 trabalhos com fotografias, desenho, óleo sobre papel e óleo sobre tela essas últimas elaboradas a partir de técnica inovadora, que consiste em uma mesma ação que se repete por meio de uma forma matriz.

Abertura dia 9 de abril de 2008.


Nino Cais - Trabalhos Recentes

O artista plástico paulistano Nino Cais expõe, no andar térreo da Galeria Virgilio, um conjunto de novas criações composto por 15 desenhos a nanquim sobre papel, uma fotografia e uma instalação com objetos plásticos coloridos.
Em seu trabalho, elementos do cotidiano do artista - objetos que são parte do universo doméstico - metaforizam sentimentos primitivos de dor, medo e desafio, organizados numa narrativa visual sensível, que revelam a força poética do imaginário do corpo em sua relação com sua história e seu entorno. Perseguindo dois conceitos aplicados à escultura: de um lado a perda da base, enunciada por Brancusi e, de outro, a ação do artista como dado, conforme colocado por Richard Serra, a obra de Nino Cais pode ser considerada uma forma de escultura expandida que se desdobra em diversos suportes: desenho, fotografia e objeto.
Nesta exposição, o artista apresenta trabalhos nos quais se apropria de objetos do ambiente doméstico. Na instalação, Nino prende ao teto da galeria pilhas de bacias, baldes, potes de plástico coloridos, através de ventosas de borracha usadas para desentupir, fixadas em longos bastões de madeira de aproximadamente 3m, criando vários totens multicoloridos e que se sustentam no espaço apenas através da tensão entre seus elementos. Complementando o ambiente expositivo, o artista apresenta desenhos em nanquim sobre papel com toques de aquarela. Estes registros mantém ligação com o restante de sua produção uma vez que os desenhos lhe servem como estudo para fotos e objetos. Nas fotos, Nino Cais interage com os objetos e o suporte para onde tudo converge é o corpo. Com suportes tão díspares – espaço, corpo – Nino Cais define que é a sua relação com os objetos e suportes que cria projetos únicos.
Artista plástico com bacharelado e licenciatura plena em artes visuais pela FASM - Faculdade Santa Marcelina, SP; atua desde 1999, como educador e consultor na área de artes visuais junto à ONG Projeto Arrastão. Com recente participação na Bienal de Kaunas, Lituânia, Nino Cais elabora seu próximo projeto para FUNARTE, SP.


Dália Rosenthal - Verb

Dália Rosenthal, em sua procura pelos vetores essenciais a criação de um trabalho que investigue questões simbólicas, propiciando reflexões mais amplas sobre a existência humana e suas relações com a experiência interna, um diálogo entre arte e espiritualidade, inaugura a exposição Verb, na Galeria Virgilio. A artista define que, nos dias atuais, o lugar está para o instante da ação como única realidade possível, mesmo assim acessível apenas em um único momento. Todo o resto é pura especulação, “...apenas o lugar da escolha pode ser passível de existir.”
A mostra é composta por 3 séries, com dez trabalhos inéditos abrangendo criações nos mais diversificados suportes, como óleo sobre tela, óleo sobre papel e fotografia, além de um desenho de grandes proporções – Leme – e o registro em vídeo – Travessia – que apresenta uma travessia submarina. Na série MADONA, os trabalhos de pintura a óleo, sobre papel ou sobre tela, ressaltam os campos de cor formados a partir da repetição de uma mesma ação, uma ação mântrica - uma repetição executada para a busca por algo que seria como um encontro maior. A escolha desta matriz não ocorreu apenas pela força desta forma mas também da intenção de criar um diálogo com a Historia da Arte pois as Madonas são uma das bases da historia da pintura a óleo. Em NATUREZA PARTICULAR, fotografias trazem na mesma imagem inúmeras sobreposições do mesmo objeto observados a partir dos mais diversos pontos de vista, onde, de cada um destes pontos, há partes que foram selecionadas para se sobressair sobre as outras. SANTIAGO é também um trabalho em fotografia formado por um painel de 6 m. que exibe o registro de UM MINUTO do horizonte no fundo do oceano; uma paisagem formada por blocos de cores que se diferenciam por mudanças sutis de cor dadas pela alteração da luz na água.
Assim como outros trabalhos da mostra, Leme e Travessia discutem a relação entre referencias externas e internas como guias de nossas ações. De certa forma os trabalhos afirmam uma total falência do externo naquilo que concerne à organização de nossas experiências. “Há que se despertar outras formas de se relacionar com a realidade” declara Dália Rosenthal.
Bacharel em Artes Plásticas e cursando doutorado em artes na UNICAMP, Dália Rosenthal busca a criação de um trabalho que investigue questões simbólicas que nos levem a reflexões mais amplas sobre a existência humana e suas relações com a experiência interna. “Ser artista é o caminho que escolhi para esta busca!” diz.

Exposição:
Nino Cais - Trabalhos Recentes - Nº de obras 12
Texto: Aguinaldo Faria (NC)
Dália Rosenthal - Verb -
Nº de obras 12
Texto: José Bento Ferreira (DR)

Técnica: óleo s/ papel, óleo s/ tela, fotografia, nanquim s/ papel, instalação
Dimensão: de 24 x 33 cm a 200 x 300 cm
Preços: sob consulta

Crédito Imagem: Marcelo Amorin (NC)
Assessoria de Imprensa Balady Comunicação: Silvia Balady

rua dr. virgilio de carvalho pinto 426 Pinheiros - 05415-020 São Paulo SP - (5511) 3062-9446 / 2373-2999 -