Apresenta

O Mar que Atravessamos
De Fernando Vilela

Fernando Vilela – que já tem um trabalho conhecido por mesclar linguagens gráficas, como xilogravura e fotografia em grandes formatos, além de instalações que jogam com a ambiguidade do plano e do espaço – traz nesta exposição ensaios fotográficos e narrativas gráficas acerca da memória. Segundo o artista, de alguma maneira, refletem-se nestas obras vestígios de seu registro pessoal, de alguém que nasceu e cresceu em uma família especialmente engajada na luta contra a ditadura no Brasil. A exposição reúne 35 fotografias, livros de artista, objetos de ferro e desenhos que combinam fotos e gravuras sobre papel.

Na entrada da galeria estão os ensaios fotográficos. Em NOTURNAS, série de 10 imagens, a escuridão da noite e da tinta – negro de fumo sobre papel de algodão - remete ao denso preto aveludado da gravura em metal. Já CELESTE, na parede oposta, cria um contraponto ao reunir 25 fotografias de nuvens, fumaças, explosões e céus de pinturas. A sequência dessas fotos confunde o olhar, não se sabe se é imagem fotográfica, fragmento de pintura ou cena de um filme. Porém, cada obra ganha sentido narrativo quando se percebe que em seu título não há nome, mas data e lugar. Os elementos temporais e espaciais presentes no título criam um diálogo dessas imagens com outra série de obras expostas na segunda sala da galeria.

Nesta outra sala, uma parede comporta diversas prateleiras de livros de ferro oxidados. Alguns deles encontram-se rasgados, violados, outros lacrados permanentemente e ainda outros, abertos, podem ser folheados. Em outra parede, imagens que misturam fotografias e gravuras constroem estranhas narrativas visuais, como fragmentos de uma novela gráfica (ou biográfica). A mostra O MAR QUE ATRAVESSAMOS convida o visitante a caminhar em um tempo fluido de uma cidade que nunca se desvela totalmente. São conversas entre imagens e memórias de um espaço que pode parecer estranhamente familiar.


De 03 de setembro a 11 de outubro de 2014
Local: Galeria Virgilio
Endereço: Rua Virgílio de Carvalho Pinto, 426
CEP 05415-020, Pinheiros, São Paulo - SP
Telefone: (55 11) 2373-2999 / 3062-8237
Horários: de segunda a sexta, das 11 às 19h; e sábados, das 11 às 17h
Entrada franca e livre

rua dr. virgilio de carvalho pinto 426 Pinheiros | 05415-020 | São Paulo SP | +55 (11) 2373.2999